Intendente Shopping Car

Todas as lojas em um só lugar
  • +5000 Carros Vendidos por mês
  • +150 Revendas de Automóveis
  • +10000 Carros em Estoque

Últimas Notícias

SineBahia divulga oportunidades de emprego para Ilhéus nesta segunda-feira; veja lista

Há oportunidades para manicure, garçonete, técnico de segurança de trabalho, entre outros profissionais. Há oportunidades para manicure Prefeitura de Muriaé/Divulgação O SineBahia divulgou vagas de emprego disponíveis em Itabuna, Ilhéus e Valença, nesta segunda-feira (11). Há oportunidades para manicure, garçonete, técnico de segurança de trabalho, entre outros profissionais. Interessados devem buscar atendimento em uma das unidades do órgão. Não é preciso agendar e as senhas serão distribuídas conforme disponibilidade e por ordem de chegada. Todos devem levar carteira de trabalho física ou digital; RG; CPF; comprovantes de residência, escolaridade e de vacinação contra Covid-19, além dos documentos específicos pedidos por cada vaga. Ainda de acordo com o SineBahia, estão listadas apenas algumas das vagas disponíveis, que estão sujeitas ao limite de encaminhamentos. Confira: VAGAS DE ILHÉUS: MANICURE Ensino fundamental completo Experiência mínima de 6 meses na função 02 VAGAS AGENTE DE VIAGENS Ensino médio completo Experiência mínima de 6 meses com registro em carteira de trabalho na área de vendas 01 VAGA TÉCNICO DE SEGURANÇA DE TRABALHO Ensino médio técnico em Segurança do Trabalho Experiência mínima de 6 meses com registro em carteira de trabalho 01 VAGA GARÇONETE Ensino médio completo Experiência mínima de 6 meses com registro em carteira de trabalho Residir nas proximidades do malhado 01 VAGA MECÂNICO DE AUTOMÓVEIS Ensino fundamental completo Experiência mínima de 6 meses na função Possuir CNH categoria AB 01 VAGA AUXILIAR DE MECÂNICO Ensino fundamental completo Experiência mínima de 6 meses na função Possuir CNH categoria AB 01 VAGA ANALISTA DE RECURSOS HUMANOS Superior completo em Administração ou Psicologia Experiência mínima de 6 meses com registro em carteira de trabalho Disponibilidade para residir em Itacaré 01 VAGA JARDINEIRO DIARISTA Ensino fundamental completo experiência mínima de 6 meses na função Possuir maquina de cortar grama 02 VAGAS ALINHADOR DE PNEU Ensino Médio Completo Experiência mínima de 6 meses com registro em carteira de trabalho Possuir CNH categoria B 01 VAGA AUXLIAR DE ELETROTÉCNICO Ensino médio técnico em Eletrotécnica Experiência mínima de 6 meses com registro em carteira de trabalho 01 VAGA ISOLADOR TÉRMICO Ensino fundamental completo Experiência mínima de 6 meses com registro em carteira de trabalho 01 VAGA FUNILEIRO Ensino fundamental completo Experiência mínima de 6 meses com registro em carteira de trabalho 01 VAGA Veja mais notícias do estado no g1 Bahia. Assista aos vídeos do g1 e TV Bahia Ouça o Podcast ' Eu te Explico'
Toyota suspende produção no interior de SP por falta de insumos

Segundo a montadora, as plantas de Indaiatuba, onde é fabricado o Corolla, e em Sorocaba, onde são produzidos os modelos Yaris, Corolla Cross e Etios estão com produção suspensa nos dias 9, 10 e 11; causa da falta de insumos não foi informada. Toyota em Sorocaba Reprodução/TV TEM A Toyota do Brasil suspendeu a produção em Sorocaba (SP) e Indaiatuba (SP) temporariamente a partir desta quarta-feira (9). A previsão é que o trabalho seja retomado na segunda-feira (14). O motivo, segundo a montadora, é por falta de insumos. A causa não foi informada. Em nota, a montadora afirmou que "apesar dos esforços para gerenciar a falta de insumos que afeta a cadeia de suprimentos global, as plantas de Indaiatuba, onde é fabricado o Corolla, e em Sorocaba, onde são produzidos os modelos Yaris (hatch e sedã), Corolla Cross e Etios (somente para exportação), estão com produção suspensa nos dias 9, 10 e 11 de março". "A companhia reitera que vem buscando soluções que minimizem os impactos ao consumidor e que mantém diálogo constante e aberto com seus fornecedores, além de aplicar em suas unidades o TPS – Toyota Production System – como forma de minimizar o grande impacto que essa situação atípica vem causando em sua operação e em toda a sua cadeia de fornecedores." Segundo o Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba e Região (SMetal), componentes importados do Japão estão em falta na fábrica que fornece cinto de segurança para a Toyota. "Os trabalhadores da montadora, no entanto, não serão prejudicados graças ao acordo de banco de dias emergencial, negociado pelo sindicato", informou o SMetal, completando que só em Sorocaba são 2,7 mil trabalhadores. A medida garante que os trabalhadores fiquem em casa sem desconto salarial quando a falta de matéria-prima impactar a produção. Na hora de "pagar" essas horas no futuro, eles recebem um bônus financeiro no valor de R$ 300,00, válido para até 3 dias compensados (quando chegar a um quarto dia, será pago um novo bônus). A unidade em Porto Feliz (SP), responsável pela produção de motores, não foi afetada. Ataque hacker e produção russa Na semana passada, o governo japonês informou que um ataque hacker foi responsável por problemas registrados em um fornecedor local da Toyota. A ação obrigou a montadora a paralisar a produção por um dia no país. A empresa informou que, devido ao problema, suspendeu a produção em todas as 28 linhas de suas 14 fábricas japonesas. O porta-voz do governo, Hirokazu Matsuno, confirmou o ataque hacker contra a fornecedora de peças Kojima Industries, mas declarou que o caso ainda está sendo investigado e não revelou mais detalhes. A montadora disse, na semana passada, que a produção no Brasil não havia sido afetada pelo problema no Japão. Matsuno também alertou que "o risco de ciberataques cresce devido à situação atual, incluindo a Ucrânia", e pediu às empresas que fortaleçam medidas contra esses incidentes, destacou a agência de notícias France Presse. O primeiro-ministro japonês, Fumio Kishida, disse que o governo iria investigar se a Rússia estava envolvida no incidente. Com as sanções econômicas aplicadas contra a Rússia por causa da invasão à Ucrânia, diversas empresas deixaram de fazer negócios no país. A Toyota também anunciou a suspensão da produção na sua única fábrica russa e a interrupção do envio de veículos para o país, citando "interrupções na cadeia de suprimentos" ligadas à guerra. Veja mais notícias da região no g1 Sorocaba e Jundiaí VÍDEOS: assista às reportagens da TV TEM
Motoristas de caminhão, ônibus e van sem exame toxicológico em dia vão levar multa de R$ 1.467, alerta Detran

Punição entra em vigor na sexta-feira (12). Medida foi aprovada em 2020, mas teve que ser adiada por causa da pandemia. O exame toxicológico é realizado por meio de amostras de cabelo, pelo ou unhas Reprodução/JN A partir de sexta-feira (12), os motoristas de caminhão, ônibus e vans que não estiverem com o exame toxicológico em dia serão multados automaticamente e deverão pagar R$ 1.467,35. O alerta, feito pelo Departamento de Trânsito de Pernambuco (Detran-PE), vale para quem tem Carteira Nacional de Habilitação dos tipos C, D ou E. Tire dúvidas sobre o exame toxicológico Segundo o Detran, a punição está prevista pela Lei 14.071/20, aprovada em outubro de 2020. Essa medida foi adiada por causa do novo coronavírus. De acordo com o Código Brasileiro de Trânsito (CTB), condutores destas categorias, com menos de 70 anos, devem ser submetidos ao novo exame a cada dois anos e seis meses. O motorista que for flagrado conduzindo veículos que exijam habilitação nessas categorias, sem realizar o exame toxicológico após 30 dias do vencimento do prazo, cometerá uma infração gravíssima. A multa atinge os condutores com a carteira vencida ou que vai vencer em 2021, bem como em 2022 e 2023. O Detran alerta que, caso o condutor seja parado em fiscalizações na cidade ou em rodovias e ainda estiver com o exame vencido, sofrerá outra punição. De acordo com o artigo 165 B do código, além da multa durante fiscalizações, o veículo conduzido pelo motorista com o exame vencido pode ser recolhido até apresentação de novo condutor habilitado e com exame válido. O motorista autuado também perde, por 90 dias, o direito de dirigir. O exame é obrigatório para os motoristas das categorias C, D e E, que exercem atividade remunerada. O exame toxicológico é realizado por meio de amostras de cabelo, pelo ou unhas verificando o consumo, ativo ou não, de substâncias psicoativas, com análise retroativa mínima de 90 (noventa) dias. O material deve ser coletado em laboratórios credenciados, com valor adotado conforme livre concorrência, conforme o Detran. Veja vídeos de PE mais assistidos em sete dias